XV de Piracicaba

600 com direito a voto

Luis Guilherme Schnor, presidente do Conselho do XV, acredita na aprovação da SAF

José Ricardo Ferreira
26/04/2022 às 09:04.
Atualizado em 26/04/2022 às 09:05

Guilherme diz que está preocupado com versões erradas sobre a SAF (Arquivo/Gazeta de Piracicaba)

Pelo menos 600 sócios-torcedores terão direito a voto no próximo dia 10 de maio no “sim ou não” para a implantação da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) no XV de Piracicaba, segundo calcula Luis Guilherme Schnor, presidente do Conselho Deliberativo.

A votação terá duas chamadas sendo a primeira às 19h30 e a segunda às 20h, na sala Bauma, no Estádio Municipal Barão da Serra Negra. A escolha vitoriosa será pela maioria simples.
Criada pela Lei 14.193/2021, a SAF foi promulgada em 6 de agosto do ano passado. Esta lei é que permite os clubes de futebol serem transformados em empresas, portanto com fins lucrativos.

Otimista com uma futura aprovação da Sociedade Anônima, Guilherme disse ontem que a possibilidade da SAF no XV foi aprovada pelo Conselho e isso tem um peso de convencimento importante para o sócio-torcedor. Ele disse ainda que os sócios estão sendo informados sobre o que mudou no estatuto do clube e que no dia da votação do sim ou não o Conselho esclarecerá todas as dúvidas sobre o importante assunto.

O Conselho aprovou a introdução da SAF no estatuto no início deste mês.

“É um tema de interesse e estamos informando com antecedência o sócio-torcedor”, disse Guilherme.
O presidente do Conselho fez questão de frisar ontem que no dia 10 de maio não ocorrerá “uma venda do clube” ou algo similar. Será uma votação importante, mas do ponto de vista documental. É o segundo passo a caminho da SAF. Só após a aprovação do sócio-torcedor começará a se consolidar uma segurança jurídica para receber propostas de empresas. As propostas, afirmou Guilherme, quando chegarem serão analisadas de forma transparente para ver se beneficiam clube e credor, segundo ele.
O presidente do Conselho explicou ainda que alterações no estatuto do clube são necessárias, independente do tema atual da SAF. O estatuto precisa vigorar de acordo com as necessidades de um clube. Por exemplo, disse ele, uma das mudanças que ocorreram recentemente foi a flexibilização da data das eleições para presidente que antes só podiam ocorrer em novembro, em cima da hora para a montagem dos times para a pré-temporada. Hoje podem ser feitas em outubro. “O estatuto do XV sempre foi bem feito”, disse ele.

Indagado se o XV já está sendo sondado por empresas Guilherme contou que tem sido procurado por pessoas, mas as conversas não avançam justamente porque a SAF ainda está incipiente. Após se consolidar uma segurança jurídica para tal, aí sim as conversações e futuras negociações poderão ocorrer. “Por enquanto não temos a SAF e não dá para conversar. Com ela, o XV estará preparado para ouvir as propostas”, afirmou.

A reportagem apurou que uma empresário do ramo de usinas já demonstrou interesse em conversar com o clube. Atualmente o principal patrocinador do XV é a Raízen - joint venture de produção de açúcar e etanol e cogeração de energia.

O XV aguarda a Federação Paulista de Futebol para a agenda da Copa Paulista. Hoje, em Campinas, a federação inicia o Conselho Técnico da competição.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por