SAF

Aprovado novo estatuto do XV de Piracicaba

Mudanças possibilitam que alvinegro piracicabano torne-se um clube-empresa

José Ricardo Ferreira
11/05/2022 às 07:57.
Atualizado em 11/05/2022 às 08:00

Maioria aceitou as alterações no estatuto do XV, ontem à noite (Mateus Medeiros/Gazeta de Piracicaba)

Em assembleia realizada na noite de ontem, no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas, o XV de Piracicaba teve aprovada a alteração no estatuto para permitir a criação da SAF (Sociedade Anônima do Futebol), criada no ano passado e que possibilita a presença de investidores nos clubes.

O XV, assim, terá mais margem de negociação com possíveis empresários que queiram injetar recursos no clube. A expectativa é que, com a aprovação da alteração do estatuto, a concretização da SAF ocorra no Paulistão A2 - 2023 desde que apareçam interessados.

Estiveram presentes na votação 81 sócios com direito a voto. Destes, 74 aprovaram as mudanças e sete votaram contra. Não houve abstenção. A votação foi por aclamação - sem necessidade de quorum mínimo. Cerca de 500 sócios-torcedores têm direito a voto.

Logo após o fim da votação, Rodolfo Geraldi (presidente do XV), Arnaldo Bortoletto (vice) e Luis Guilherme Schnor (presidente do Conselho Deliberativo) comemoraram o resultado.

Jonas Parisotto, conselheiro vitalício, fez questionamentos sobre atas, artigos e legalidade da votação. Por sua vez, Guilherme rechaçou possíveis irregularidades.

O Artigo 3 do novo estatuto permite a participação do clube em até 10% nas ações principais da SAF. As negociações terão sempre a presença dos conselheiros e mudanças só serão aprovadas com uma reunião específica com quorum  de instalação de 2/3 de seus membros efetivos e aprovação de 2/3 dos conselheiros presentes com direito a voto.

"A segurança jurídica e a segurança para fazer qualquer tipo de negócio que envolva a SAF foram muito bem planejadas, muito bem pensadas e muito bem contempladas nessa mudança estatutária", disse Guilherme. Os estudos para a mudança estatutária começaram em 2018, segundo ele.

A SAF servirá para o profissional e para as bases. "É colocar o XV no lugar que merece nos cenários estadual e nacional do futebol. É isso que será possível com a visão atualizada do futebol como negócio. São ganhos financeiros aos investidores e a torcida ganha com resultados esportivos com um time competitivo e vencedor em campo, esse é o caminho”, disse Guilherme.

Além da adequação à SAF, o novo estatuto também, entre outras alterações, antecipa as eleições do Conselho e da Diretoria Executiva (antes eram em novembro, na penúltima semana do mês).

Outra alteração é apresentação das chapas que passa a ser no máximo sete dias antes da eleição (pela regra anterior não existia prazo); possibilidade da criação do cargo do diretor de base pois antes era um cargo adjunto ao profissional. A base é importante e precisa de departamento específico, segundo o presidente do Conselho Deliberativo.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por