Clube empresa

XV perto da Sociedade Anônima do Futebol

Conselho aprova alteração de Estatuto Social e abre segurança jurídica para investidores

José Ricardo Ferreira
14/04/2022 às 08:53.
Atualizado em 14/04/2022 às 08:54

Conselheiros durante reunião, na terça, no Barão da Serra Negra (Divulgação)

O XV de Piracicaba está se preparando para entrar no mundo da SAF (Sociedade Anônima do Futebol). Na última terça-feira, o Conselho Deliberativo aprovou uma mudança em um artigo do Estatuto Social do clube para esses fins.

Criada pela Lei 14.193/2021, a SAF foi promulgada em 6 de agosto do ano passado. Esta lei é que permite os clubes de futebol serem transformados em empresas, portanto com fins lucrativos.

Luis Guilherme Schnor, presidente do Conselho, explicou ontem que possibilitar a SAF no XV facilitará futuramente uma relação segura, legal e profissional com os investidores. É o que se chama de segurança jurídica para quem deseja colocar recursos em um clube.

A SAF, também por outro lado, é uma forma de “salvar” clubes endividados. “O que não é o caso do XV”, afirmou Schnor.
Ele explicou ainda que todos os cuidados estão sendo tomados para usar a SAF no clube. “Estamos preparando o XV para criar uma SAF e procurar investidores dentro das condições que nos interessar”, afirmou.

Ainda de acordo com Schnor, uma Sociedade Anônima facilita busca por “alternativas” de investimentos. Ele entende que esse assunto cria dúvidas para os torcedores e sócios. O caso do Cruzeiro (MG) chamou muito a atenção pois o clube mineiro estava muito endividado e as coisas foram feitas rapidamente. Schnor frisou novamente que não é o caso do XV pois não está havendo correria e nem o clube está super endividado. Não há urgência da SAF, segundo disse ele. Schnor disse que o Conselho está levando à risca os procedimentos. “Em breve estaremos preparados para as propostas”, afirmou.

Na reunião extraordinária de terça, na sala de imprensa do estádio Barão da Serra Negra, a pauta principal foi a discussão e votação da proposta de reforma e alteração do Estatuto Social, o que culminou na mudança do artigo. De acordo com o Schnor, mais de 2/3 dos conselheiros estavam presentes e a aprovação foi unânime -pelo menos 32 pessoas participaram da reunião. No mês que vem a mudança será submetida à votação do quadro de associados.
O presidente do XV, Rodolfo Geraldi, participou da reunião como convidado. Procurado pela reportagem, ele achou melhor que Schnor falasse sobre o assunto.

Indagado se o fato de o XV não conseguir acesso desde 2017 e esse ano ser eliminado após duas derrotas para o São Bento, sendo a segunda por 5 a 1, Schnor disse que o assunto SAF está sendo trabalhado pelo Conselho desde o ano passado. Mesmo se o XV subisse para a Série A1, afirmou, a pauta seria mantida. 

Ontem, o XV e a Superbolla lançaram a camisa de jogo II para a temporada 2022. As imagens estão disponíveis no site do clube www.xvpiracicaba.com.br

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por