Pandemia da Covid-19

Nova flexibilização em Piracicaba

Decreto assinado pelo prefeito Luciano Almeida autoriza realização de eventos sociais, culturais, esportivos e feiras corporativas

17/08/2021 às 23:30.
Atualizado em 23/03/2022 às 10:35

Decreto de Piracicaba está em acordo com as medidas estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo (Mateus Medeiros/Gazeta de Piracicaba)

Em acordo com as medidas estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo, o prefeito Luciano Almeida assinou ontem decreto que flexibiliza as medidas de restrição para o combate da Covid-19. Entre as determinações do decreto 18.847/2021, está a autorização para a realização de eventos sociais, culturais, esportivos e feiras corporativas.

O documento, que começou a valer ontem e tem duração até o dia 31 de outubro, permite a realização de atividades religiosas e eventos culturais, com público sentado e respeitando as medidas de distanciamento social. Os esportes coletivos também podem acontecer, desde que sem plateia, com máscara, e atendendo as medidas dos protocolos de higiene.

De acordo com o decreto, os estabelecimentos que possuem licença para atuar como salão de festas ou buffet poderão retomar suas atividades, em espaços próprios ou locados, com alvará da prefeitura e AVCB do Corpo de Bombeiros.

Segundo o documento, as empresas desse segmento poderão realizar casamentos, bodas, aniversários, formatura, e eventos corporativos para até 200 pessoas (contando com os funcionários que trabalharão no evento), atendendo a algumas recomendações, que incluem a disponibilização de álcool em gel na entrada, uso de máscara para a circulação no espaço, e eventos com duração de, no máximo, cinco horas.

O presidente da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), Marcelo Cançado, considera a retomada dos eventos sociais importantes para a economia do município. “A volta dos eventos sociais, sem dúvida fomentará bastante a economia da cidade, pois é um setor que, além de gerar centenas de empregos, propiciará renda para muitas pessoas”, afirmou.

Ele também elogiou o trabalho da prefeitura para evitar a realização de festas clandestinas. “Importante destacar o papel que a Prefeitura de Piracicaba vem fazendo para banir os eventos clandestinos da cidade”.

Bares e restaurantes

Com a flexibilização das medidas, bares e restaurantes passarão a atuar sem limitação de horário e poderão utilizar 100% de suas capacidades.

Para apresentações de música ao vivo, deverá ser instalada uma barreira física de vidro, acrílico ou outro material, com o intuito de separar o músico da plateia. Além disso, a disposição das mesas deve respeitar o distanciamento de, no mínimo, um metro, e a banda e equipe técnica deve usar máscara facial, podendo retirar somente no momento da apresentação.

O presidente da Apaflar (Associação Piracicabana de Alimentação Fora do Lar), Milton Martins (Miltinho), acredita que a novidade renova a energia dos empresários e proprietários de estabelecimentos e traz mais segurança para os clientes. “Essa expectativa positiva que as coisas possam voltar ao chamado novo normal renova o ânimo e traz motivação para criarmos novos pratos e promoções para atrair a clientela”, falou.

Já o presidente do Sindicato de Bares, restaurantes e similares da região de Piracicaba, Arnaldo Azzali, considera a iniciativa positiva, mas acredita que o setor irá trilhar um grande caminho até recuperar as perdas dos momentos de restrição. “Nós estamos ansiosos com essa volta ao trabalho, com cautela. Nossa esperança é que não ocorra uma terceira onda”, disse.

Azzali destaca que é importante que, mesmo com a volta das atividades presenciais totais, os empresários do setor invistam no delivery e no drive thru, que cresceram muito, especialmente no período de mais restrições, e continuarão a ser utilizados por muitos consumidores.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por