Demandas e propostas

Acipi recebe o governador do Estado, Rodrigo Garcia

Garcia visitou a entidade na segunda-feira, onde recebeu demandas do poder público e entidades de classe e falou de suas propostas como candidato à reeleição

Da Redação
03/08/2022 às 08:48.
Atualizado em 03/08/2022 às 08:50

Marcelo Cançado, Rodrigo Garcia, Jorge Aversa Junior e Luciano Almeida (Comunicação Acipi)

A Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba) recebeu na noite da última segunda-feira (1), o governador do Estado de São Paulo e candidato à reeleição, Rodrigo Garcia. O intuito, assim como ocorreu com outro candidato, é que a entidade seja um meio de interlocução desses representantes, na RMP (Região Metropolitana de Piracicaba), com as autoridades, a classe empresarial e a população.

“É um prazer recebê-lo na casa do empresário, ainda mais num dia tão especial como hoje em que comemoramos os 255 anos da nossa Piracicaba. Recentemente, tivemos grandes investimentos anunciados para o município, que somados ultrapassam os R$ 3 bilhões. Além disso, estamos sendo agraciados com a empresa de ícones do empreendedorismo brasileiro e que levam o nome de Piracicaba para mundo. Todos esses fatos exemplificam a grandeza e a importância dessa que, agora, é a cidade-sede da RMP”, disse o presidente da Acipi, Marcelo Cançado.

Cançado lembrou que, apesar de apartidária, a Acipi está de portas abertas para ouvir os candidatos. “Este foi mais um importante momento para aproximarmos os nossos associados dos candidatos e escolhermos, entre eles, o futuro governador. Estamos sempre à disposição para receber novas propostas e ouvir ideias de pessoas que poderão representar os cidadãos”, apontou Cançado.

A Acipi entregou a Garcia um documento contendo relatos e demandas do poder público e entidades de classe. “Pensando em caminhos para ajudar na construção de um plano de governo consistente e alinhado às demandas regionais, elaboramos o documento que foi entregue ao governador nesta noite. Trata-se de um documento vivo, intenso e que se propõe ao diálogo para que possamos unir esforços para o desenvolvimento dos 24 municípios integrantes da Região Metropolitana de Piracicaba”, explicou o vice-presidente Jorge Aversa Junior.

A iniciativa da Acipi contou com a colaboração da Coplacana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo), Simespi (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, de Material Elétrico, Eletrônico, Siderúrgicas e Fundições de Piracicaba, Saltinho e Rio das Pedras), Prefeitura de Piracicaba, Diocese de Piracicaba, Igrejas Evangélicas, Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba, Hospital dos Fornecedores de Piracicaba, prefeituras da RMP e associações comerciais da RMP.

A Região Metropolitana de Piracicaba (RMP) foi institucionalizada em agosto de 2021, pela Lei Complementar Estadual nº 1.360. Juntos, os 24 municípios somam cerca de 1,56 milhão de habitantes (3,25% da população paulista) e aproximadamente 950 mil eleitores. Tem participação de 3,42% no Produto Interno Bruto (PIB) estadual e se destaca como importante polo regional de desenvolvimento comercial, industrial e comercial.

Após a entrega do documento ao governador, o prefeito de Piracicaba, Luciano de Almeida, também participou do encontro e enfatizou a relevância de Piracicaba para o interior de São Paulo. “Estamos trabalhando fortemente em projetos para a Região Metropolitana, pensando regionalmente e agindo localmente. E presença do governador, especialmente nesta data tão especial, só enfatiza a pujança da nossa terra”, explicou.

Palavra do governador

Rodrigo Garcia aproveitou a oportunidade para ressaltar a importância da Acipi para os setores do comércio, indústria e serviços de Piracicaba. “Sei que a Acipi é a maior associação comercial do Estado de São Paulo em número de associados. Isso mostra o envolvimento dos associados e empreendedores com o associativismo, em prol do desenvolvimento local e regional.”

Garcia falou ainda sobre alguns pilares do governo estadual, como políticas públicas para a população em situação de vulnerabilidade, legislação tributária e educação. “Hoje são mais de quatro milhões de pessoas pobres e extremamente pobres no Estado de São Paulo. Temos urgência em políticas públicas para que recuperemos essa camada da população, gerando emprego e renda. Para continuar inovando, para continuar captando esse espírito de São Paulo e seguir traduzindo-o em ações concretas.”

“Na minha opinião, um dos grandes desafios do Estado de São Paulo é a Educação técnica. Avançamos muito com a ETEC´s, mas ainda há um longo caminho para beneficiarmos mais alunos. E isso só será possível com parcerias, inclusive com a iniciativa privada. Isso vai mudar o Estado nos próximos anos. A geração de emprego também é um grande desafio e economia criativa está aí para gerar vagas. É óbvio que dependemos da economia nacional, mas é possível fazer muito como Estado”, concluiu o governador.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por