Crime organizado

Empresário piracicabano é preso por desvio de cargas

Um empresário de Piracicaba, de 53 anos, acusado de integrar uma associação criminosa especializada em desvio de cargas de caminhões - aço, ferro e resina - foi preso ontem na Vila Monteiro, durante operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro e Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado)

Ana Cristina Andrade
04/08/2022 às 07:23.
Atualizado em 04/08/2022 às 07:26

O empresário foi preso no apartamento dele, onde foram apreendidos dinheiro, celular e eletrônicos (Divulgação/Polícia Civil)

Um empresário de Piracicaba, de 53 anos, foi preso, ontem,  pela Polícia Civil e Ministério Público do Rio de Janeiro, na terceira fase da "Operação Resina", que investiga integrantes de uma associação criminosa especializada em desvio de carga de caminhões - aço, ferro e resina.

Dos 21 integrantes deste esquema criminoso, sete tiveram a prisão preventiva decretada - um deles é o empresário que, segundo a polícia, estava entre os quatro empresários que agiam como intermediários e, por vezes, receptadores. Eles guardavam as cargas para depois enviá-las ao destino final.

O empresário foi pego no apartamento dele, no bairro Vila Monteiro, às 6h da manhã, por policiais civis da 105ª Delegacia do Rio promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), de Piracicaba, e policiais civis das delegacias da Deic (Divisão Especializada em Investigações Criminais), também de Piracicaba.

Na residência dele, foram apreendidos R$ 15.500,00, celular, tablet e vários documentos. As equipes também realizaram buscas numa chácara do bairro Santa Rita, onde funcionaria a empresa dele. Nada de ilícito foi encontrado.

Ao término da formalização da captura, feita pelo delegado Demetrios Gondim Coelho, da Deic, o empresário foi levado para a Delegacia Participativa. 

Nesta quinta-feira, ele deverá ser ouvido em audiência de custódia e, provavelmente, será levado para o Centro de Detenção Provisória (CDP), de acordo com informações da polícia civil. Em data a ser definida, será transferido para o Rio de Janeiro.

Na quarta, as autoridades também cumpriram mandados na Capital do Rio de Janeiro, Duque de Caxias (RJ), Nova Iguaçu (RJ), Piraí (RJ), Baixada Fluminense, Capital de São Paulo, Ribeirão Pires (SP) e Guarulhos (SP).

Como ocorria o desvio

Conforme apurado durante as investigações, o esquema funcionava da seguinte maneira: o grupo criminoso, formado pelas 21 pessoas, se associava a motoristas de caminhões que recebiam as cargas e, ao invés de fazerem a entrega no destino certo, as desviavam para os demais integrantes do esquema criminoso.

Por sua vez, eles vendiam as cargas desviadas, através de receptação qualificada. Entre os alvos da operação está um vereador do Rio de Janeiro que, atualmente, ocupa o cargo de secretário Municipal da Ciência e Tecnologia.

O pai do vereador, ex-policial no Estado carioca, foi preso ontem em sua casa por posse irregular de arma de fogo.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por