Câmara

Novo piso salarial a agentes de saúde motiva requerimento à Prefeitura

Reunião ordinária de segunda-feira (1º) teve a aprovação de quatro requerimentos

Da Redação
02/08/2022 às 08:25.
Atualizado em 02/08/2022 às 08:27

Visão geral do plenário da Câmara na noite de segunda-feira (1º) (Fabrice Desmonts)

O pagamento do novo piso salarial aos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias é cobrado no requerimento 530/2022, aprovado pela Câmara Municipal de Piracicaba na 30ª reunião ordinária, realizada na noite desta segunda-feira (1º). O valor de dois salários mínimos passou a vigorar no país em maio, com a emenda constitucional 120/2022.

O vereador Cassio Fala Pira (PL), autor do requerimento, pergunta por qual motivo o município não aderiu, até o momento, ao reajuste salarial e se a Prefeitura já recebeu os recursos do Ministério da Saúde para o pagamento aos agentes.

O requerimento foi um dos quatro aprovados em regime de urgência durante a reunião ordinária. Já as duas proposituras que compunham a pauta inicial da Ordem do Dia tiveram a votação adiada: o parecer contrário da Comissão de Legislação, Justiça e Redação ao projeto de lei 235/2021, por duas sessões, e o requerimento 490/2022, por três.

A 30ª reunião ordinária marcou o retorno do recesso parlamentar de julho, quando não foram realizadas sessões deliberativas, e foi a primeira com o formato aprovado com a resolução 7/2022, pela qual a Ordem do Dia, parte destinada à votação das matérias em pauta, passou a anteceder o Expediente, momento da reunião reservado aos discursos parlamentares e aos oradores inscritos para fazerem uso da Tribuna Popular.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por